Vídeo: assista a sessão da Câmara Municipal de Tauá desta segunda-feira, 16/10

Publicado em: 17/10/2017 10:14:19
Tag(s): Vídeo, Sessão, Câmara Municipal, Tauá.
Categoria:
Clique para Ampliar

A sessão da Câmara Municipal de Tauá realizada nesta segunda-feira, 16/10, foi uma das mais longas do ano com duração de 4h e 09 minutos. A demissão de servidores temporários foi o tema dominante dos debates.

Na Tribuna do Plenário, os vereadores Luis Tomáz e Felipe Viana abordaram o tema, sendo aparteados pelos vereadores Valdemar Jr., Antonio Coutinho, Fátima Veloso e Marco Aurélio.

Luis Tomás reclamou das demissões ocorridas na Escola Elizeu Menezes da Costa, situada no Assentamento Bonifácio, distrito de Marrecas, onde 5 servidores foram dispensados. "A escola ficou só com uma merendeira para fazer a comida de 136 alunos, um vigia para trabalhar durante o dia e a noite, e uma auxiliar de serviços gerais para limpar 6 salas de aulas e as outras dependências da escola", afirmou, acrescentando que "houve demissões em todas as escolas do distrito de Marrecas. O vereador disse que está fazendo um levantamento da situação para apresentar nas próximas sessões.

Já o vereador Valdemar Jr. em aparte, relatou a mesma situação ocorrida no distrito de Santa Tereza, onde vários funcionários temporários também receberam a carta de demissão e o comunicado de que os salários atrasados serão pagos a partir do mês de novembro em 4 parcelas. 

O vereador Alaor Mota pediu que o prefeito Carlos Windson reavaliasse o parcelamento salientando que o mês de novembro será pago somente a partir de dezembro e dessa forma o pagamento só terminará em março de 2018.

O vereador Antonio Coutinho reclamou que "os servidores ainda terão que trabalhar 10 dias após o recebimento do comunicado de demissão para terem direito ao pagamento dos salários atrasados" e pediu que a Câmara disponibilizasse a assessoria jurídica para acompanhar a situação desses servidores.

Dra. Fátima Veloso também reclamou das demissões em escolas do distrito de Inhamuns e sua preocupação com o funcionamento desses unidades sem os auxiliares de serviços, merendeiras, vigias, porteiros e agentes administrativos.

O vereador Felipe Viana classificou como dano moral e dano material, a forma como as demissões estão acontecendo. Ele citou ainda que "os professores do Programa Mais Educação estão sem receber seus salários há 5 meses".

Os vereadores de oposição foram aplaudidos pelos populares e os do bloco de situação foram vaiados.

Outros debates

Os vereadores debateram também e aprovaram a convocação da secretária de Educação, profª Gertudes Mota para prestar esclarecimentos sobre o atraso no pagamento dos salários dos servidores temporários, atraso no pagamento do transporte escolar e rescisão dos contratos dos servidores aprovados em processo seletivo.

Também houve debate sobre a situação do Instituto de Previdência do Município de Tauá com a participação de dirigentes do órgão e segurança pública, com a presença do presidente do SINPOL(Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Ceará), Francisco Carlos.

Assista a sessão!