Segunda vez: Vereador de Tauá vítima de assalto em Fortaleza

Publicado em: 19/01/2014 10:55:38
Tag(s): Assalto, Vereador, Tauá, Fortaleza, Homicídio, Parambu.
Categoria:
Clique para Ampliar

A insegurança em Fortaleza não escolhe nível ou classe social. O Presidente da União dos Vereadores do Estado do Ceará e ex-presidente da Câmara Municipal de Tauá, vereador Audic Cavalcante Mota Dias, PMDB, foi mais uma vítima de assalto em um dos bairros mais nobres da capital.

O vereador tauaense trafegava no final da tarde desta sexta-feira, 17, pela Rua Padre Valdevino e ao parar no sinal, foi abordado por dois elementos armados, que o obrigaram a descer do veículo.

A dupla fez um “rapa” nos pertences do vereador, levando dentre outros objetos, celular, aliança, relógio e pastas com documentos.

Audic Bibiano disse que dois policiais que estavam nas proximidades perceberam a ação dos bandidos e iniciaram uma perseguição, mas os elementos entraram em uma favela e desapareceram.

Segunda vez

Essa não foi a primeira vez que o político tauaense foi vítima da violência na capital. Há alguns anos atrás, Audic foi sequestrado e mantido como refém por aproximadamente duas horas no interior do bagageiro de seu carro por bandidos que também levaram seus pertences.

Achado de cadáver em Parambu

Um homem de 44 anos foi encontrado morto já apresentando rigidez cadavérica no inicio da manhã deste sábado, 18, em um local ermo do distrito de Cococí em Parambu.

 A comunicação do achado de cadáver foi feita à Polícia Militar por volta das 7h30 da manhã.
 
A princípio, o homem não foi identificado por ninguém daquela região. Somente depois, no Hospital municipal, para onde o corpo foi trazido, é que a vítima foi identificada como sendo Carlos Alberto da Silva, 44 anos, filho de Adalto Fernandes da Silva e de Antônia Felipe dos Santos Fernandes, Residente no Bairro Vila Nova neste município.
 
As circunstâncias em que o corpo foi encontrado são misteriosas, pois, foram constatados ferimentos no rosto da vítima que podem indicar que o homem tenha sido vítima de homicídio.
 
Apesar de estar com o capacete na cabeça, não foi encontrada nenhuma motocicleta no local. Segundo populares, os sapatos da vítima estavam a alguns metros de distância de onde o corpo foi achado.
 
O corpo foi levado para o IML de Iguatú no início da tarde deste sábado, 18. A Polícia trabalha com a hipótese de assassinato.

Até o fechamento desta matéria, a família ainda não havia procurado a polícia para repassar maiores informações sobre o caso. (Blog do Abraão Barros).