PPA avalia planejamento para a região dos Inhamuns

Publicado em: 11/06/2019 20:06:21
Tag(s): Encontro regional, PPA, Tauá, Governo do Estado.
Categoria:
Clique para Ampliar

Nesta semana, três das 14 Regiões de planejamento do Ceará serão contempladas no calendário de discussões do Plano Plurianual 2020-23, que vai direcionar as ações e políticas públicas do Estado nos próximos anos. O primeiro encontro, da retomada dos trabalhos, aconteceu no município de Tauá, distante 330 km de Fortaleza, na Escola Profissionalizante Monsenhor Odorico de Andrade. Na oportunidade, gestores municipais e sociedade civil organizada tiveram a chance de falar sobre políticas assertivas e necessidades locais. A Região dos Inhamuns ocupa cerca de 7% do território cearense e conta com 1,5% da população do Estado, distribuída nos municípios de Aiuaba, Arneiroz, Parambu, Quiterianópolis e Tauá.

O Coordenador de Planejamento, Orçamento e Gestão da Seplag, Avilton Júnior, ressaltou que, neste ano, os encontros têm o objetivo de elaborar as ações estratégicas do Estado para os próximos anos. “Nós trabalhamos com a metodologia participativa em dois principais momentos das discussões em grupos. No primeiro, é feito o levantamento do que a gente chama de situação problema, ou seja, o que está impedindo ou o que está dificultando a Região de alcançar o resultado que se espera. Esse é um momento livre, onde o cidadão indica as principais problemáticas. Aí vem o segundo momento, que a gente chama de direcionador, quando são identificadas as estratégias que vão nortear a atuação do Estado na Região”, pontuou.

As oficinas acontecem durante todo o mês de junho e discutem seis eixos em quatro grupos: Ceará Acolhedor, das Oportunidades, do Conhecimento e o Ceará Saudável. Em Tauá, durante toda a manhã, representantes do Governo apresentaram as principais ações e resultados na Região em diversas áreas, como saúde, educação, segurança pública e agricultura. Os participantes podem avaliar as ações e os resultados durante este dia, contribuindo para a construção conjunta do Estado que queremos.

Glória Fernandes, Coordenadora Escolar da Escola Estadual Ana de Siqueira Gonçalves, de Parambu, considera os encontros regionais muito importantes porque são momentos em que o Governo escuta as demandas de quem conhece a realidade local. “Nós temos experiência na sala de aula, conhecemos bem os perfis dos nossos alunos, por isso, podemos apontar exatamente quais as falhas e quais políticas precisam continuar para conquistamos bons resultados na educação”, explicou.

Cerca de 140 participantes estiveram presentes no encontro do PPA no município de Tauá. Belirana Viana, representante da Associação dos Agricultores Familiares do Bairro Bezerra e Sousa, de Tauá, disse que participa do evento há quatro anos e que faz questão, inclusive. “Nós, como cidadãos, precisamos opinar, colaborar com o Governo na construção do nosso Estado. E outra: devemos é agradecer porque a gestão abre esse espaço para a gente mostrar nossa realidade, até porque quem conhece a realidade local é quem reside ali, ou seja, nós, que sabemos exatamente onde estão os problemas. Pretendo opinar sobre as áreas da agricultura, saneamento básico, educação, saúde”, ressaltou.

Os encontros regionais para construção do Plano Plurianual têm o objetivo mesmo de aproximar a gestão pública das pessoas, entendendo seus anseios e necessidades. Assim, o Governo consegue direcionar melhor os investimentos nas mais diversas áreas. O PPA é uma lei que contém o planejamento e a direção da gestão para quatro anos, sendo que o atual foi elaborado em 2015, com duração de 2016 até o final de 2019.

Site: Governo do Estado/Fernanda Aires