Orquestra Sanfônica da Unifor comandada por professor de Tauá se apresentará em Portugal

Publicado em: 11/01/2018 18:09:00
Tag(s): Apresentação, Orquestra Sanfônica, Unifor.
Categoria:
Clique para Ampliar

Universidade de Fortaleza (Unifor), por meio da Divisão de Responsabilidade Social da Vice-Reitoria de Extensão, apresentará os projetos “Orquestra sanfônica em uma escola cidadã e inclusiva” e “Árvore dos Desejos” no 2º Congresso Internacional sobre a Criança e o Adolescente (ICCA), que acontecerá concomitantemente à 5ª Reunião Anual da Secção de Pediatria Social da Sociedade Portuguesa de Pediatria. Ambos eventos acontecerão dias 25, 26 e 27 de janeiro de 2018, no Olaias Park Hotel, em Lisboa, Portugal.

O Congresso Internacional da Criança e do Adolescente, sob a organização da Secção de Pediatria Social da Sociedade Portuguesa de Pediatria e da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Criança Abusada e Negligenciada, pretende promover o diálogo aberto sobre as questões da infância e adolescência, por meio do cruzamento de perspectivas multidisciplinares e experiências diversificadas na área.

À semelhança da primeira edição, investigadores e técnicos provenientes de áreas científicas e profissionais diversas vão debater durante três dias sobre questões sociais de extrema importância que afetam o dia-a-dia de crianças e jovens. É aguardada a participação de profissionais das áreas de sociologia, psicologia, pediatria, pedopsiquiatria, neurodesenvolvimento, medicina geral e familiar, ginecologia e obstetrícia, enfermagem, terapia da fala, ciências da educação, serviço social, nutrição, direito e desporto.

Entre os temas abordados estão: direito a brincar, sono, construção da moralidade, modelos educativos, educação formal e informal, multiculturalidade, novas e velhas dietas, desenvolvimento, autismo, riscos, abusos e maus tratos, corpo e sexualidade, tecnologia, a criança e a cidade, atividade física e desportiva, subculturas juvenis, bullying, novas e velhas doenças, parentalidade e co-parentalidade, desigualdades em saúde e pobreza e bem-estar.

Serão ainda apresentados e debatidos projetos nacionais e internacionais de grande interesse. Uma partilha que permitirá o reforço das relações entre os países participantes e o alargamento de conhecimento para todos os presentes.

Orquestra Sanfônica

Ministrada pelo professor Pedro Feitosa, a “Orquestra Sanfônica em uma Escola Cidadã Inclusiva” é ação de responsabilidade social idealizada em julho de 2014 pelo chanceler Airton Queiroz e realizada desde então em parceria entre a Escola de Aplicação Yolanda Queiroz e a Unifor. O projeto trabalha a sensibilidade por meio da música, beneficiando atualmente 50 alunos de 7 a 12 anos da Escola de Aplicação.

A ação contribui para o desenvolvimento dos alunos a partir do estudo da sanfona, incluindo sua história e a sua relevância no mundo da música. O projeto foi ponto de partida para aulas de outros instrumentos musicais, como violino, piano e flauta transversal.

As crianças possuem aulas às segundas e terças, a fim de aprender a tocar o instrumento e conhecer um pouco mais sobre sua história, bem como de músicos que se destacaram na área, como Gonzaguinha e Waldonys. Entre as músicas apresentadas, destaca-se a imortal “Asa Branca”, além de canções temáticas da época do ano, que são regularmente apresentadas pelas crianças na Universidade e em outras instituições.

Árvore dos Desejos

O projeto “Árvore dos Desejos” foi ação de responsabilidade social realizada em 2017 pela professora de artes Elaine Cristina, da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz, e que consistiu em incentivar os alunos da Escola em compartilhar seus sonhos, objetivos e desejos por meio da arte.

O projeto foi dividido em três etapas. A primeira consistiu em aulas de campo pela natureza, onde os alunos tiveram a oportunidade de compartilhar seus sonhos e elaborar estratégias para realizá-los. A segunda etapa foi voltada para a construção de cartões temáticos com os desejos definidos pelos alunos e das “cápsulas” de garrafa pet, onde os “sonhos” foram inseridos. Na terceira etapa, os 580 alunos participantes penduraram “cápsulas” com os sonhos e desejos nas árvores da Escola de Aplicação, atividade que reuniu os estudantes e os ajudou a compartilhar os objetivos com os colegas.

Professor da Orquestra Safônica é tauaense

Apresentação da Orquestra Sanfônica de Tauá no auditório da Unifor em 2013

A Orquestra Safônica da Unifor é comandada pelo professor Pedrinho do Acordeon, oriundo da Escola de Música de Tauá implantada na gestão da ex-prefeita Patrícia Aguiar, onde dava aulas de sanfona para dezenas de crianças, jovens e adultos. Na época, foi criada uma Orquestra Safônica Municipal que fez várias apresentações em diversas cidades do Estado do Ceará.

Pedrinho foi contratado pela Unifor depois da visita que o Chanceller Airton Queiroz(in memoriam) Queiroz fez ao município de Tauá no dia 28 de novembro de 2013, quando assinou Termo de Cooperação Técnica com a Prefeitura de Tauá, na gestão Patrícia/Júlio César. Ao assistir a apresentação da Orquestra Sanfônica, o chanceller convitou as crianças para se apresentarem na Unifor.

O professor Pedrinho conciliava sua agenda ministrando aulas na Unifor e na Escola de Música de Tauá, que 2017, enfrentou muitas dificuldades para continuar ensinando as crianças de Tauá.

Para 2018, o professor deseja continuar trabalhando em Tauá, mas dando aulas particulares devido a falta de valorização do profissional e as dificuldades enfrentadas pela Escola de Música Leolina Maciel.

Na época, Airton Queiroz também fez uma doação para o Museu Regional dos Inhamuns, pertencente a Fundação Bernardo Feitosa.

Veja matérias relacionadas

Crianças da Escola de Música de Tauá tem noite de gala na Unifor com Waldonys do Acordeon

Alunos de Tauá conhecem obras de arte na Unifor

Pedrinho do Acordeon durante apresentação das crianças da Orquestra Sanfônica de Tauá em 2016 no auditório do Cecitec.

*Com informações do G1-CE/Blog do Wilrismar