Garotinha tauaense com problemas visuais inicia tratamento no Hospital dos Olhos e ONG Caviver em Fortaleza

Publicado em: 25/10/2018 19:27:25
Tag(s): Tratamento, Garota, Tauaense, Caviver.
Categoria:
Clique para Ampliar

A garotinha Isis Maitê, de 1 ano e 7 meses de idade, filha da professora tauaense Silvânia Ferreira, foi atendida na tarde desta quinta-feira, 25, no Hospital de Olhos e ONG Caviver (Centro de Aperfeiçoamento Visual – Ver a Esperança Renascer), em Fortaleza.

A consulta foi acertada na semana passada após entrevista concedida ao Programa Tribuna Popular da Rádio Difusora dos Inhamuns e Blog do Wilrismar, na última quinta-feira, 18, pelo médico oftalmologista Dr. Reno Verçosa, após tomar conhecimento da realização de uma campanha com o objetivo de arrecadar dinheiro para custear uma cirurgia para a criança, anunciou que a Organização Não Governamental faria o tratamento da garotinha sem nenhum custo para a família.

No mesmo dia, o Caviver começou a contactar com a mãe, ficando definida para hoje(25/10), a primeira consulta na capital. Silvânia e sua filha chegaram no Caviver no início da tarde. Isis Maitê foi examinada pelo Terapeuta Ocupacional, Dr. Jean Hipólito, e em seguida pela Oftalmologista Pediátrica, Dra. Paula Carneiro.

Terapeuta Ocupacional, Dr. Jean Hipólito examina Isis Maitê

Garotinha também foi consultada pela Oftalmologista Pediátrica, Dra. Paula Carneiro

Tratamento

Os exames realizados mostraram que Isis Maitê está com a pressão e fundo do olho praticamente normais, com identificação de baixa em uma visão, não sendo necessária a realização de cirurgia no momento. A menina irá usar óculos e realizar estimulação visual em intervalos de 15 dias, para identificar cores, figuras e melhorar o campo de visão.

A próxima consulta está marcada para daqui há 3 meses, segundo a enfemeira Dra. Eilen Tainá que vem acompanhando o caso desde a semana passada.

Agradecimento

Por meio de vídeo, a professora Silvânia, mãe de Isis, falou da consulta, agradeceu a equipe médica do Caviver e pediu aos empresários de Tauá que ajudassem a ONG para que o Hospital dos Olhos possa ampliar o atendimento de crianças carentes que sofrem de problemas visuais.

Repórter Wilrismar Holanda

Imagens: Caviver