Combate ao mosquito: Governo do Estado anuncia incentivo de R$ 10 milhões para municípios

Publicado em: 12/06/2017 20:19:35
Tag(s): Premiação, Municípios, Combate, Mosquito, Ceará.
Categoria:
Clique para Ampliar

O governador Camilo Santana anunciou, nesta segunda-feira, 12, a liberação de incentivo de R$ 10 milhões para os municípios que atingirem os melhores resultados no enfrentamento às arboviroses (dengue, zika e chikungunya). A iniciativa foi divulgada durante o Lançamento de Ações Estratégicas de Combate ao mosquito Aedes aegypti, realizado no Centro de Eventos do Ceará.

Para receber esses recursos, cada cidade cearense precisa atender a critérios de execução das ações previstas no período de julho a dezembro de 2017, como monitorar permanentemente indicadores que apresentem impacto na redução do número de casos das doenças provocadas pelo mosquito.  

Camilo Santana afirma que a medida, junto a outras ações da campanha Todos Contra o Mosquito, objetiva estimular as gestões municipais a buscarem cada vez mais o trabalho de combate ao Aedes aegypti. O governador acredita que, com pactuação entre Estado e municípios, o Ceará alcançará mais resultados positivos na redução da incidência dessas doenças, prevenção à ocorrência de casos graves e na ampliação da cobertura de visita domiciliar para melhorar a qualidade dos dados de infestação vetorial.

"Estamos nos deparando com um problema grave, que exige engajamento e mobilização de toda a sociedade cearense. Precisamos buscar sempre mais informações e levá-las para a população. Vamos mobilizar gestores municipais, empresas privadas, organizações sociais, universidades, escolas, agentes de saúde. Vamos fazer esse enfrentamento, não simplesmente anual, mas permanente. É fundamental o envolvimento de todos que fazem a gestão estadual e as lideranças municipais em todo o Ceará. Nós queremos levar adiante esse desafio, que diz respeito a vidas de pessoas, uma questão de saúde pública", explica o chefe do Executivo.

O Lançamento de Ações Estratégicas de Combate ao mosquito Aedes aegypti foi composto por gestores estaduais e municipais, agentes de saúde, estudantes da rede pública municipal de Fortaleza, associações e secretarias. Na solenidade, foram reforçadas informações sobre o trabalho preventivo nas casas e detalhamentos sobre sintomas e tratamentos acerca de cada uma das arboviroses. Além do incentivo financeiro, medidas como a teleconsultoria para arboviroses, a contratação de equipes para investigação de casos graves e formas atípicas de chikungunya e capacitação de agentes de endemias  foram apresentadas pelo Governo do Ceará.

O secretário da Saúde do Ceará, Henrique Javi, expõe que os números apontam a necessidade de gerar maior mobilização no território estadual. Por isso, o titular da Sesa garante ser fundamental os municípios andarem em conjunto, com planejamento e ações intensificadas contra as arboviroses, para que mais localidades no Estado estejam trabalhando corretamente na diminuição dos casos das doenças.

"Hoje nós temos cerca de 15% dos municípios do Ceará que estão dentro do que consideramos padrão preconizado no combate ao Aedes. Visitas em dia, todas as ações realizadas e com o baixo índice de infestação nas localidades. Temos algo em torno de 40% que estão na faixa intermediária. Com um pouquinho mais de esforço, atingimos o ideal. Mas metade dos municípios ainda sofre uma série de dificuldades. No Ceará o impacto é muito grande por causa do acúmulo de água, tornando a presença do mosquito permanente, e também temos uma mudança grande dos gestores municipais, que também traz necessidade de rearticulação em planejamentos", detalha.

Todos Contra o Mosquito

_MVS9183_web.jpg

A campanha Todos Contra o Mosquito desenvolve ações permanentes com o objetivo de reduzir focos do Aedes. O Estado também conta com o Comitê Gestor Estadual de Políticas de Enfrentamento à Dengue, Zika e Chikungunya, criado em 2015, pelo governador. A Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) tem divulgado boletim semanal com a atualização de casos notificados e óbitos por arboviroses.

O governador ressalta que o ponto crucial para que a campanha siga apresentando resultados eficientes é o trabalho feito por cada família cearense. "É preciso fazer o dever de casa dentro das casas. O indicador mostra que 80% dos casos estão dentro das casas. A família precisa verificar se há água parada ou larva no local onde mora. No quintal, naquele depósito atrás da geladeira, no vaso de planta, etc".

Site: Governo do Estado