Água do Açude Arneiroz II não está contaminada com Nitrato de Prata, diz Vigilância Sanitária de Tauá

Publicado em: 17/06/2017 09:58:53
Tag(s): Contaminação, Água, Arneiroz II, Vigilância Sanitária.
Categoria:
Clique para Ampliar

O Coordenador do Departamento de Vigilância Sanitária do Município de Tauá, José da Mota Sobreira, conhecido por Motinha, disse ao Blog do Wilrismar que a água do Açude Arneiroz II, situado no município de Arneiroz, não está contaminada com Nitrato de Prata como foi divulgado nessa semana.

A notícia causou um verdadeiro frisson nos órgãos estaduais. Técnicos da Cogerh telefonaram para a Vigilância Sanitária de Tauá pedindo informações e Motinha esclareceu inexistir qualquer laudo de análise da água do reservatório apontando a contaminação pelo composto químico. Ele disse que não sabe de onde surgiu essa informação e afirmou que em todos os exames realizados nessas águas, nunca foi detectada a presença do Nitrato de Prata.

Águas de açudes contém coliformes

Motinha disse à reportagem que o Exame Microbiológico realizado nas amostras de água dos açudes, Arneiroz II, Barragem do Trici e o açude particular do Sr. José Edvalço, no distrito de Marruás(os dois últimos em Tauá), apresentam contaminação por coliformes. “Os exames feitos na água bruta desses reservatórios sempre apresentam a presença de coliformes, bactérias e protozoários nocivos a saúde da população”, afirmou.

Carros pipas deveriam retirar água na ETA da Cagece

O Coordenador da Vigilância Sanitária defende que “a água levada pelos carros pipas para a população dos municípios da Região seja captada na ETA da Cagece de Tauá, porque já recebeu o tratamento químico, tornando-a potável e podendo ser consumida tranquilamente pela população”.

Diariamente, caminhões pipas dos municípios de Pedra Branca e Boa Viagem transportam água do Açude Arneiroz II para a população que sofre com a falta de água nesses municípios. Os pipeiros recebem do Exército pastilhas de cloro que são colocadas na pipa para eliminar as impurezas, "mas nem sempre todos os micróbios são atingidos", afirma Motinha.

Novos exames

Diante da situação criada, o Coordenador da Vigilância Sanitária informou que novas amostras de água foram coletadas nesses 3 reservatórios e encaminhadas para o Laboratório do Nutec, em Fortaleza, para identificar a presença de ferro, sódio, cadmo, cloreto de potássio, dentre outros compostos.

O resultado deverá sair num intervalo de 15 dias.

Água dos poços profundos

A vigilância Sanitária de Tauá também examina frequentemente a água que os Carros Pipas coletam de poços profundos no Estado do Piauí, que abastecem comunidades de Tauá e Parambu.

Os resultados não encontraram impurezas na água.

O que é Nitrato de Prata

nitrato de prata é um composto químico solúvel, sendo também conhecido como soda cáustica lunar, que tem múltiplos usos científicos e práticos em várias indústrias. Embora a maioria das pessoas reconheça o nome e seu uso em hospitais, o nitrato de prata é um suprimento químico usado também para soluções de limpeza e para identificar a presença de determinados produtos químicos.

Quando usado em forma de gota do líquido, o nitrato de prata pode ser aproveitado para identificar certos compostos, tais como iodocloreto brometo. Esses materiais são tratados com uma solução especial para separar ou desativar outros íons que estão presentes, por isso, gotas do composto são adicionadas. Se um composto específico está presente, o material vai mudar suas cores. Por exemplo, o branco indica a presença de cloreto, a cor creme indica a presença de brometo, e o amarelo indica o iodo.

Na área de medicina, as versões sólidas do composto foram utilizadas para remover os tecidos ao redor de aberturas cirúrgicas no corpo. Podólogos também utilizam o nitrato de prata com a finalidade de matar as bactérias e outras células prejudiciais dentro do leito ungueal. Às vezes, o suprimento também é empregado no revestimento de cateteres e outros equipamentos médicos para prevenir infecções.

Outro uso para o nitrato de prata é na purificação de água. Suas propriedades antibacterianas levaram ao seu aproveitamento para purificar e descontaminar água em ônibus espaciais, bem como em unidades de filtração em casas. Também tem sido usado para desinfetar e limpar verduras, granjas, e em produtos de limpeza doméstica, tais como sabão em pó. Quando usado para esses fins, é importante que a substância permaneça fortemente diluída e utilizada somente como o recomendado.

Em algumas áreas, o nitrato de prata tem sido utilizado como uma alternativa aos antibióticos. Isso não é recomendado pelo órgão americano Food and Drug Administration (FDA), já que o uso deste composto incorretamente pode ser prejudicial. Embora geralmente não seja perigoso quando muito diluído e utilizado corretamente, o nitrato de prata pode ser extremamente corrosivo e tóxico quando consumido ou utilizado em níveis suficientemente altos. Queimaduras também podem acontecer se for manuseado sem cuidado.(Extraído do site Manutenção e Suprimentos)

Repórter: Wilrismar Holanda